Redes Sociais Facebook Twitter YouTube Google Plus LinkedIn
::: UNIORT - Unidade de Ortopedia e Traumatologia :::
Problemas Fadiga muscular

A fadiga que ocorre durante os exercícios prolongados está tradicionalmente associada a mecanismos que resultam numa disfunção no processo de contração muscular. Recentemente, entretanto, o interesse de um mecanismo central da fadiga tem crescido, assim como os nossos conhecimentos a respeito de trabalhos de fisiologia do sistema nervoso central tem evoluído.

Infelizmente os trabalhos nessa área tem sido restringidos por falta de uma boa metodologia que possa distinguir os mecanismos centrais e periféricos as fadiga durante a dinâmica do corpo humano em exercício.

Porém, existem boas razões para acreditar que uma boa nutrição desempenha um papel importante em retardar o aparecimento de fadiga central após exercícios prolongados; os dados científicos nessa área ainda são pobres.

Consequências:

Quando acontece uma variação muito grande entre os pares de músculos, as lesões se instalam sem dó. O joelho é uma das maiores vítimas desse descuido. 

Como evitar:

Trabalhe na dose certa o trio alongamento, fortalecimento e relação de força muscular. Isso funciona para toda atividade física.

O principal sintoma é emocional, que pode se manifestar com irritabilidade, apatia, problemas alimentares e distúrbios do sono. Seguido a esses sinais surgem as dores ou lesões musculares. Este é o aviso mais eminente de que o organismo não está conseguindo se recuperar das atividades. Não pense duas vezes, consulte o médico e confira se o melhor é reduzir as horas de exercício ou cessar a modalidade por algum período. Aprenda a interpretar a linguagem do seu corpo e respeite seus limites.

Sites Profissionais e Hospedagem